Maré baixa a caminho no mundo das startups?

Onda de demissões. As últimas semanas foram de demissões generalizadas em startups brasileiras — e os funcionários da Creditas, Facily, Loft e QuintoAndar podem provar.

  • No caso da Facily, startup de compras coletivas, a demissão foi de 200 pessoas — mais de 20% do quadro de funcionários —, poucos meses depois de um aporte de US$ 135 milhões com um valuation bilionário.
  • No QuintoAndar, estima-se que a demissão tenha sido também de 200 profissionais. A Loft, por sua vez, desligou 159 funcionários.

O que está acontecendo?

Nos últimos anos, foram vistas diversas startups sendo avaliadas em montantes inacreditáveis, que queimam caixa para bancar suas ideias e seu crescimento.

  • O pasto dos unicórnios parece estar menos verde e, com a inflação incomodando, a torneira de gastos dessas empresas está se enxugando. 

Agora, parece que o mercado falou: “calma lá…” Nessa fase de reestruturação, as empresas têm focado na preservação do dinheiro em caixa — e diminuir o quadro de funcionários é uma das formas de se fazer isso.

O momento. Se, no primeiro trimestre de 2021 os aportes em startups brasileiras tinham subido 368% em relação ao ano anterior, em 2022, a alta foi de apenas 4% — uma desaceleração dos foguetes. risos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ