Fim do passaporte vacinal no Rio de Janeiro

Velho normal para os cariocas. Ontem, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, confirmou que o passaporte de vacina deixará de ser exigido na cidade.

  • Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a decisão foi baseada no quadro epidemiológico atual, que se mantém favorável e estável.

Contexto: O passaporte vacinal foi instituído na cidade em setembro do ano passado para incentivar a vacinação contra a COVID e, consequentemente, diminuir a transmissão da doença.

  • A secretaria informou que o passaporte deixaria de ser cobrado quando 70% da população tivesse recebido a dose de reforço, mas, pelo visto, resolveram abaixar o critério: esse percentual está em 62,3%.

Na prática, os cariocas poderão frequentar shows, estádios e teatros sem precisar mostrar o comprovante de vacinação — agora o print é só do ingresso.

Por falar em passaportes… ✈️

Esse sim você gosta de ter em mãos. Em março, a Polícia Federal emitiu o maior número de passaportes em um mês, desde o início da pandemia.

Os motivos vão desde a demanda reprimida por causa da pandemia até valorização recente do real e a reabertura dos aeroportos. É hora de carimbar o passaporte.

Zoom Out: Depois da pandemia, o espírito de viajante cresceu muito por aqui. Segundo uma pesquisa, 62% dos brasileiros abrem mão de comprar um carro para ter uma experiência turística.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ