“Natal do primeiro semestre”? 🤰

Por ser a segunda data sazonal mais importante do comércio, o Dia das Mães é apelidado dessa forma por muitos varejistas. O segundo domingo de maio tem uma grande importância comercial para diversos setores — como floricultura, perfumaria e vestuário.

  • Isso é bem relevante, uma vez que, no Natal — a data comercial mais relevante —, os gastos são muito impulsionados pelo recebimento do décimo terceiro por grande parte da população, o que não acontece no Dia das Mães.

E não tinha como ser diferente… 🤷

O costume de celebrar o amor materno existe desde a Grécia Antiga. Os gregos, no início da primavera, celebravam a deusa Reia — a mãe de todos os deuses — com homenagens, cultos e presentes.

  • Mas esse costume se oficializou no início do século 20, nos EUA, quando Anna Jarvis iniciou uma campanha chamada “Dia das Mães”, em 1905, para homenagear sua falecida mãe. Anos depois, o dia se tornou um feriado.

O que Jarvis não esperava, apesar de seu sucesso na criação do Dia das Mães, é que a data comemorativa viraria um excelente pretexto para o mercado, que aproveitou a oportunidade para incentivar o consumo.

E no Brasil? 🇧🇷

Aqui, a data foi oficializada em 1932, por Getúlio Vargas. Embora as justificativas do decreto tenham sido emocionais, voltadas ao amor de mãe, a real motivação para oficializar a data foi a influência do comércio, que precisava de uma data no primeiro semestre para bater de frente com o segundo, que tinha o Natal.

E para isso servem muitos dos feriados… 🏖️

Diversas datas comemorativas que temos no nosso calendário possuem fortes motivações comerciais. Mesmo que essa não seja exatamente a causa da criação de alguns feriados — como no caso do Natal —, o apelo comercial é muito forte.

Será que podemos dizer que feriados são, na verdade, estratégias de marketing? risos. Brincadeiras (ou não) à parte, veja no gráfico quanto dinheiro o Dia das Mães movimenta por ano no comércio varejista:

Esse valor é apenas do varejo. Quando analisamos os segmentos de comércio juntamente aos serviços, a movimentação esperada é o dobro. Quase R$ 30 bilhões deverão ser gastos por cerca de 130 milhões de brasileiros neste ano.

Esses provavelmente serão os produtos mais vendidos:

  1. 👗 Roupas, calçados e acessórios: 44%
  2. 🧴 Perfumes: 37%
  3. 🍫 Chocolates: 23%
  4. 💄 Cosméticos: 23%

Quem somou, viu que dá mais de 100% (risos). Isso porque, em média, cada cliente deve adquirir dois presentes — para mãe, esposa ou sogra, por exemplo, com uma média total de gastos acima de 200 reais por consumidor.

E nos serviços? 🍝

O clima é de otimismo. Beneficiados pelo avanço da vacinação e pelo fim das restrições impostas na pandemia, bares e restaurantes, por exemplo, esperam faturar, neste ano, 30% a mais do que no Dia das Mães do ano passado, em média.

  • Para efeito de curiosidade… Para os restaurantes, a data é o segundo melhor dia do anoatrás apenas do Dia dos Namorados.

Embora Anna Jarvis, a criadora do Dia das Mães, não tenha gostado do viés comercial da data, fato é que estamos há poucos dias de um dos principais feriados que temos.

No seu lado pessoal, aproveite para passar tempo com as mamães da sua vida. No comercial, desfrute do momento para impulsionar as vendas da sua marca.

COMPARTILHE

um MBA em forma de e-mail

sua dose de conteúdo sobre os assuntos mais relevantes do mundo dos negócios. análises números e insights.

INDICADOS PARA VOCÊ

BIZNESS

“Crédito ou Débito?”

(Imagem: Giphy | Reprodução) Crédito. Essa parece ser a resposta preferida dos americanos. O inimigo das finanças pessoais está de