A Rússia tem uma condição para ajudar

O que Putin quer em troca? O presidente russo disse, ontem, que a Rússia está pronta para ajudar a solucionar a crise dos alimentos, contanto que haja um alívio do outro lado: a suspensão das sanções impostas pelo Ocidente ao país.

  • O problema, impulsionado pela guerra na Ucrânia, tem impactado o mundo todo. Com a suspensão da importação de fertilizantes da Rússia, lavouras foram prejudicadas e muitos países suspenderam exportações para se proteger. 

A guerra impactou também a exportação de grãos pelas próprias Rússia e Ucrânia. Como resultado, estão faltando alguns alimentos, além de estarem mais caros mundo afora — do óleo de cozinha ao pãozinho. 

Em resposta à fala de Putin, autoridades disseram que o presidente está tentando dar um caráter bélico à crise alimentar, como uma forma de ameaça. 

Aproveitando… 🇷🇺

Em relação às sanções empresariais, a opinião dos americanos é favorável. Na luz da saída de marcas como Disney, IKEA, Starbucks e McDonald’s da Rússia, apenas 12% dos americanos acham que as empresas deveriam operar na Rússia normalmente.

Segundo essa mesma pesquisa, a grande maioria pensa que as empresas deveriam ter limitações em suas operações em países com regimes autoritários.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

STORIES

Partilhar

Que amor tão grande Tem que ser vivido a todo instante A cada hora que eu tô longe é um

STORIES

Sentimento feliz

A Ana e o Bruno se conheceram na Alemanha. Ele estava no país pelo Ciências sem Fronteiras, enquanto ela tinha ido cursar toda a

CHAMPS

Do jeito que o povo gosta

A primeira perna de quase todos os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil aconteceram ontem e anteontem, com jogos bem

CHAMPS

Na corda bamba

Não está nada fácil. A seleção brasileira de vôlei masculino está passando por uma fase de altos e baixos. Se a expectativa

CHAMPS

A melhor etapa do ano

Após ficar de fora por dois anos do circuito mundial da WSL, o Brasil voltou a ser palco de uma etapa do

CHAMPS

Isolou?

A grande treta do ano na Fórmula 1 é o porpoising, que, em bom português, são aquelas quicadas que os monopostos dão