Sonhar não é bobagem

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. (….) Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
A citação é parte do texto “Comes the Dawn”, escrito por Veronica Shoffstall, em seu livro de formatura. Apesar de ter registrado a versão original em 1971, a obra circula como sendo de William Shakespeare. 
  • E circula mesmo. A internet em inglês registra 46 milhões de referências para esse texto com a autoria do dramaturgo e apenas 22 mil para a autora.
É… Nosso amigo Google realmente tem resposta pra tudo, mas também pode acabar nos enganando — e revirando alguns túmulos com tantas citações erradas. risos. Voltando ao trecho… Agora já sabemos que não foi escrito pelo mesmo autor de Hamlet e Romeu e Julieta, mas nem por isso ele deixa de proporcionar boas reflexões.
  • Já parou pra pensar que nada nos define tão bem quanto nossos sonhos?
Você pode querer ser um astronauta, uma bailarina ou um grande empresário. Pode sonhar em ser o garçom de um restaurante ou o porteiro do seu colégio — e quem disse que existe hierarquia entre os sonhos?
A verdade é que julgar o sonho alheio é uma espécie de egocentrismo. Ficamos tão presos em nossa realidade que esquecemos do óbvio: o que nos faz feliz não necessariamente fará o outro feliz também.
  • Portanto, sonhe da altura que fizer sentido pra você e não menospreze nem desacredite dos sonhos das pessoas ao seu redor.
Mudando um pouco o texto da Veronica, nunca se deve dizer a nenhuma criança ou adulto que sonhos são bobagens. Afinal, só deixa de sonhar quem já deixou de viver.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

contamos e escrevemos amor

histórias que emocionam. não tão longas quanto um romance, mas suficientes para te fazer sentir.

INDICADOS PARA VOCÊ

STORIES

Partilhar

Que amor tão grande Tem que ser vivido a todo instante A cada hora que eu tô longe é um

STORIES

Sentimento feliz

A Ana e o Bruno se conheceram na Alemanha. Ele estava no país pelo Ciências sem Fronteiras, enquanto ela tinha ido cursar toda a

STORIES

Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal! Por te cruzarmos, quantas mães choraram, Quantos filhos em

STORIES

Amor despenhadeiro

Iniciando a nossa história com um clichê bem adolescente, Lisa e Matheus se conheceram na sala de espera do cursinho de inglês. Ela conta

STORIES

Dia dos Namorados

Chegou o dia mais romântico do ano. As vitrines estão repletas de corações, os restaurantes cheios de pétalas de rosas e

STORIES

O amor é simples

A Bruna e o Breno se conheceram no início do ano passado. Seguindo o padrão dos romances do século 21, em vez de chegar