Até segundo aviso

Amor líquido é um amor “até segundo aviso”, o amor a partir do padrão dos bens de consumo: mantenha-os enquanto eles te trouxerem satisfação e os substitua por outros que prometem ainda mais satisfação. Na sua forma “líquida”, o amor tenta substituir a qualidade por quantidade.

Zygmunt Bauman (1925-2017) foi um filósofo, sociólogo e professor polonês. Considerado um dos maiores pensadores do século XXI, ele escreveu sobre consumismo, globalização e a fragilidade das relações humanas.

Como dizia o próprio autor, os tempos são líquidos porque, assim como a água, tudo muda muito rapidamente. Na sociedade contemporânea, nada é feito para durar.

  • Mesmo sem aprofundar nos estudos de Bauman, é de fácil percepção que, cada vez mais, seu conceito de liquidez se aplica à nossa realidade.

As infinitas possibilidades do mundo moderno criam uma ilusão de que a dificuldade não existe. Assim, quando um namoro está ruim, partimos pro próximo. Quando um emprego não agrada, pedimos demissão.

É claro que devemos buscar satisfação, mas o conceito de felicidade vai muito além de prazeres momentâneos — ser feliz não é sinônimo de estar alegre o tempo inteiro.

Nas palavras do filósofo, a árdua tarefa de compor uma vida não pode ser reduzida a adicionar episódios agradáveis. A vida é maior que a soma de seus momentos.

  • Nessa busca por satisfação a todo custo, acabamos substituindo a qualidade por quantidade, criando relações frágeis e sem propósito.

Seja na vida pessoal ou profissional, devemos sempre buscar aquilo que traz brilho pro olhar. Mas, sejamos realistas: nem o maior dos amores ou o melhor dos empregos será agradável a semana inteira.

Ainda que o destino te abençoe com o melhor dos encontros, ele não será bom todo dia. Porém, com muito esforço e dedicação, pode ser bom toda vida.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

contamos e escrevemos amor

histórias que emocionam. não tão longas quanto um romance, mas suficientes para te fazer sentir.

INDICADOS PARA VOCÊ

STORIES

Partilhar

Que amor tão grande Tem que ser vivido a todo instante A cada hora que eu tô longe é um

STORIES

Sentimento feliz

A Ana e o Bruno se conheceram na Alemanha. Ele estava no país pelo Ciências sem Fronteiras, enquanto ela tinha ido cursar toda a

STORIES

Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal! Por te cruzarmos, quantas mães choraram, Quantos filhos em

STORIES

Amor despenhadeiro

Iniciando a nossa história com um clichê bem adolescente, Lisa e Matheus se conheceram na sala de espera do cursinho de inglês. Ela conta

STORIES

Dia dos Namorados

Chegou o dia mais romântico do ano. As vitrines estão repletas de corações, os restaurantes cheios de pétalas de rosas e

STORIES

O amor é simples

A Bruna e o Breno se conheceram no início do ano passado. Seguindo o padrão dos romances do século 21, em vez de chegar