A delação que relacionou o PT ao PCC

O que Marcos Valério tinha a dizer? O publicitário — condenado a 37 anos no escândalo do mensalão — fez uma delação premiada à Polícia Federal, detalhando uma suposta relação entre o PT e a principal facção criminosa do país.

Os detalhes 🔍

Segundo o delator, o partido e alguns políticos recebiam dinheiro de bingos que lavavam dinheiro para o PCC para financiar suas campanhas ilegalmente, em um esquema envolvendo empresas de ônibus e operadores de transporte.

Valério disse que o então prefeito de Santo André, Celso Daniel, havia produzido um dossiê dizendo quais petistas eram financiados de forma ilícita. O prefeito foi assassinado em 2002 — sim, é lá de trás — e o documento teria sumido. 

O delator disse que Lula — líder nas pesquisas eleitorais deste ano — foi chantageado por um empresário do ramo dos transportes para não revelar o caso. Além disso, afirmou que foi procurado para entregar R$ 6 milhões, de um caixa clandestino de R$ 100 milhões do partido, a esse empresário. 

  • O processo foi enviado na sexta pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo, sob responsabilidade do ministro Nunes Marques. 

Zoom Out: A divulgação da delação relacionando o PT ao PCC vem duas semanas depois da suspeita de que um ex-contador de Lula lavou R$ 16 milhões para a facção.

COMPARTILHE

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

BIZNESS

“Crédito ou Débito?”

(Imagem: Giphy | Reprodução) Crédito. Essa parece ser a resposta preferida dos americanos. O inimigo das finanças pessoais está de