Contagem regressiva

 

Acreditei que se amasse de novo esqueceria outros
pelo menos três ou quatro rostos que amei
Num delírio de arquivística
organizei a memória em alfabetos
como quem conta carneiros e amansa
no entanto flanco aberto

não esqueço e amo em ti os outros rostos

Ana Cristina Cesar foi uma poetisa, crítica literária e tradutora brasileira. Nascida em 1952, a carioca faleceu aos 31 anos de idade, tendo uma passagem curta e intensa no cenário cultural do país.

  • Marcada por uma espécie de intimidade velada, sua obra consegue expor sentimentos ocultos sem deixar o mistério de lado.

Em Contagem Regressiva, a autora usa artifícios poéticos para fazer referência a uma situação bem cotidiana: tentar superar um coração partido com um novo amor.

É bem verdade que ninguém esquece o passado trancado dentro de casa, mas será que dá pra preencher uma falta com a cópia de quem partiu?

Nessa pressa de cobrir o vazio, é comum atropelar os sentimentos, abrir mão de critérios e acabar cometendo os mesmos erros do passado.

  • Em vez de repetir padrões e tentar apagar o que passou, que tal usar das suas experiências para fazer diferente no futuro?

Há quem diga que ninguém é insubstituível, mas, considerando o cheiro, os trejeitos e as manias de cada um, talvez seja impossível trocar uma pessoa de lugar com outra.

Você não esquecerá aquele perfume, porém, com o tempo, vai apreciar outras fragrâncias. Ainda que a substituição não seja certeira, uma coisa é fato: ninguém é insuperável.

COMPARTILHE

contamos e escrevemos amor

histórias que emocionam. não tão longas quanto um romance, mas suficientes para te fazer sentir.

INDICADOS PARA VOCÊ

STORIES

Essência da alma

Mas onde se deve procurar a liberdade é nos sentimentos. Esses é que são a essência viva da alma. A

STORIES

Um novo passo

No começo da nossa história, Luiza tinha 19 anos e Gustavo, 20. Com mundos e ideias em formação, o caminho dos dois acabou

STORIES

Amor por acaso

Em abril do ano passado, a Marina decidiu fazer uma viagem sozinha. O objetivo era menos o destino e mais aprender a desfrutar da

STORIES

Biografia do Orvalho

A maior riqueza do homem é a sua incompletude. Nesse ponto sou abastado. Palavras que me aceitam como sou –

STORIES

Uma mente sem lembranças

“Se você pudesse apagar alguém da sua memória, quem você escolheria?” No filme “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças”,

STORIES

A beleza do começo

A Ana Júlia e o Pedro se conheceram no início de 2019, mas poderia ter sido bem antes. Eles tinham muitos amigos em comum,