Me empresta um carregador?

Quem nunca ouviu aquele ditado… No meio do deserto, você pagaria mais por um copo d’água do que por um Rolex.

Agora, é só trocar o copo no deserto por um carregador quando você quer pedir um Uber, mas está sem bateria.

Você pede pro seu amigo e ele diz que tem. O alívio é imediato. Mas aí ele te dá, e você percebe que o carregador dele é diferente — não entra no seu celular.

Calma… Talvez, em breve, você não precise mais passar por isso.

A União Europeia, no mês passado, aprovou uma lei de padronização dos carregadores até 2024.

  • O escolhido foi o USB-C, por conta da velocidade pra carregar e da simetria — não precisa testar três vezes até descobrir qual o lado certo.

Agora, os EUA parecem estar na mesma direção, mas nada está certo e a Apple tem mexido seus pauzinhos para evitar isso.

Se você ainda se pergunta o motivo do carregador da maçã ser o diferentão, o motivo é um só: percepção de exclusividade.

Mesmo se a padronização não atravessar o Atlântico, bem provável que as empresas se adaptem ao USB-C em vez de fazer um produto diferente somente para a Europa.

Zoom Out: Pra se ter uma ideia, a UE prevê que a lei aprovada evitará cerca de US$ 254 milhões de gastos dos consumidores por ano.

COMPARTILHE

um MBA em forma de e-mail

sua dose de conteúdo sobre os assuntos mais relevantes do mundo dos negócios. análises números e insights.

INDICADOS PARA VOCÊ

BIZNESS

“Crédito ou Débito?”

(Imagem: Giphy | Reprodução) Crédito. Essa parece ser a resposta preferida dos americanos. O inimigo das finanças pessoais está de