Chance de história

A 18ª edição do Mundial de Atletismo começa hoje, em Eugene, nos Estados Unidos. Fora os eventos olímpicos, este é o maior evento do mundo do atletismo, com boas chances brasileiras em algumas provas.

  • Da forma como rola hoje, o Mundial começou a ser organizado pela Associação Internacional somente em 1983.

Olhando para trás. A história do Brasil em Mundiais não é das maiores — o país ocupa apenas a 51ª posição no ranking de medalhas —, tendo sua melhor participação em Sevilha 1999, quando levou para casa três medalhas.

E esse ano promete bastante. As expectativas estão bastante elevadas com o ano dos brasileiros nas provas do atletismo ao redor do mundo. Alison dos Santos, Darlan Romani e Thiago Braz têm tudo para chegar ao pódio.

E as 🏅O mais novo deles, Alison, foi bronze nas Olimpíadas de Tóquio 2020, Darlan Romani foi ouro no Mundial Indoor, em Belgrado neste ano, e Thiago Braz, que já foi ouro e bronze nas Olimpíadas de 2016 e 2020.

Você não pode perder nenhum detalhe do que pode ser a maior participação brasileira na história dos Mundiais. São por histórias e momentos como esses que o esporte vive.

COMPARTILHE

campeão é quem ama esporte

sua dose sobre o que acontece no mundo dos esportes. análises rápidas e descontraídas. sem clubismo, claro.

INDICADOS PARA VOCÊ

CHAMPS

Muito futebol na sua semana

O mais disputado Brasileirão dos últimos tempos está chegando aos seus momentos decisivos. No momento em que os times da ponta

CHAMPS

Já estava com saudades, né?

Alguns campeonatos nacionais na Europa voltaram no último final de semana. Como o clima de Copa está batendo na porta, a

CHAMPS

Sem pescoço pelado

Antes de chegar ao Canadá para disputar o Mundial de Canoagem, Isaquias Queiroz prometeu que não voltaria ao Brasil de “pescoço

CHAMPS

Ganhar é bom…

Mas ganhar da Argentina é muito melhor. A Seleção Brasileira de basquete feminino venceu a final do Sul-Americano sobre as hermanas, na casa

CHAMPS

O camarada deu o Fogudo em garantia

Calma, vamos explicar. O empresário e atual dono do Botafogo, John Textor, anunciou que, para comprar 66% das ações do Lyon, era preciso pegar