No quase? Que nada

Renovação bem encaminhada. No início da Liga das Nações de Vôlei Feminino, as manchetes eram de uma seleção brasileira renovada, que muito tinha a crescer para chegar ao ponto mais alto do pódio.

  • Só que o time de José Roberto Guimarães foi muito além do que se esperavaalcançando a final contra a Itália, atuais campeãs europeias.

O resultado do jogo foi um detalhe. A primeira final pela seleção de muitas jogadoras não foi do jeito que elas queriam — com derrota por 3 sets a 0 —, mas demonstrou como o trabalho está sendo bem feito.

A derrota foi para o melhor time da competição, que contou com a melhor jogadora do campeonato: Paola Egonu. A equipe italiana foi a primeira a quebrar a hegemonia dos Estados Unidos, que eram as únicas campeãs do torneio, criado em 2018.

Olhando o copo meio cheio. O otimismo agora fica para o Campeonato Mundial, que começa em setembro, além de todo o caminho até as Olimpíadas de 2024. A renovação tem tudo para trazer excelentes frutos para o vôlei brasileiro.

COMPARTILHE

campeão é quem ama esporte

sua dose sobre o que acontece no mundo dos esportes. análises rápidas e descontraídas. sem clubismo, claro.

INDICADOS PARA VOCÊ

CHAMPS

Muito futebol na sua semana

O mais disputado Brasileirão dos últimos tempos está chegando aos seus momentos decisivos. No momento em que os times da ponta

CHAMPS

Já estava com saudades, né?

Alguns campeonatos nacionais na Europa voltaram no último final de semana. Como o clima de Copa está batendo na porta, a

CHAMPS

Sem pescoço pelado

Antes de chegar ao Canadá para disputar o Mundial de Canoagem, Isaquias Queiroz prometeu que não voltaria ao Brasil de “pescoço

CHAMPS

Ganhar é bom…

Mas ganhar da Argentina é muito melhor. A Seleção Brasileira de basquete feminino venceu a final do Sul-Americano sobre as hermanas, na casa

CHAMPS

O camarada deu o Fogudo em garantia

Calma, vamos explicar. O empresário e atual dono do Botafogo, John Textor, anunciou que, para comprar 66% das ações do Lyon, era preciso pegar