O bizness por trás do maior esporte do planeta ⚽️

Se você não gosta de futebol, provavelmente conhece alguém que ama. Não tem muito pra onde correr… Uma pesquisade 2017 apontou que 40% dos brasileiros tem interesse ou muito interesse por futebol.

  • Além disso, 76% das pessoas que gostam de futebol acessa a internet e 29% vê notícias esportivas por meio de tal recurso.

Falando em internet… No virtual, uma outra pesquisa, feita no ano passado, mostrou que 68% dos internautas se consideram interessados ou muito interessados por futebol.

Se tem atenção, tem dinheiro. Quando falamos de uma atividade que atrai atenção de muitas pessoas como o futebol, estamos falando de um bizness que movimenta muito dinheiro.

Pense que empresas dos mais variados setores estão dispostas a pagar para expor sua marca, com o objetivo de atingir mais pessoas.

Não é à toa que é um esporte bilionário. O futebol movimenta R$ 52,9 bilhões na economia do país, o que representa 0,72% do total do PIB brasileiro.

Mesmo assim… A maior parte dos maiores clubes brasileiros é — muito — endividada. Veja no gráfico:

Como isso é possível? 🤔

Essa deve ter sido a pergunta que você se fez. O endividamento dos times brasileiros se divide, principalmente, entre impostos a pagar e empréstimos financeiros.

  • Dá pra dizer que as dívidas são um conjunto de má gestão, corrupção e muita politicagem durante anos e anos do futebol.

Não é à toa que grandes empresas e empresários — a exemplo de Ronaldo, XP, BTG e John Textor — estão com olhares atentos, com a intenção de injetar grana, colocar ordem na casa e fazer dos clubes um bizness lucrativo.

E o problema não é a receita. Os times que aparecem no gráfico arrecadaram mais de R$ 300 milhões no ano passado— com exceção de Cruzeiro, Botafogo e Vasco. Considerando a paixão e o tamanho das torcidas, o potencial é enorme.

Quem soube fazer isso bem: Flamengo. Com um trabalho de reestruturação interna de quase uma década, o faturamento do clube carioca cresceu em 62% em comparação a 2020, superando a marca de R$ 1 bilhão em 2021.

E grande parte da receita dos clubes vem de vendas de jogadores para o exterior. O Brasil é o país que mais exportajogadores para a Europa — hoje, são 469 brasileiros atuando em 31 campeonatos europeus de primeira divisão.

E esse é o sonho de qualquer criança

Seja de condomínio ou de periferia, a garotada sonha em virar jogador de futebol. O que pouca gente sabe é que, estatisticamente, um jogador de futebol tem um salário comum no Brasil.

A maioria dos atletas profissionais ganham próximo a um salário mínimo, sendo que 88% recebe menos do que R$ 5 mil mensais. A média geral fica em R$ 3.978.

A vida de estrela do futebol, que você provavelmente já sonhou em ter, faz parte da pequena minoria. Só a nata da nata.

COMPARTILHE

um MBA em forma de e-mail

sua dose de conteúdo sobre os assuntos mais relevantes do mundo dos negócios. análises números e insights.

INDICADOS PARA VOCÊ

BIZNESS

“Crédito ou Débito?”

(Imagem: Giphy | Reprodução) Crédito. Essa parece ser a resposta preferida dos americanos. O inimigo das finanças pessoais está de