MAIS POPULAR

CONHEÇA NOSSOS OUTROS CADERNOS

Partilhar

Que amor tão grande
Tem que ser vivido a todo instante
A cada hora que eu tô longe é um desperdício
Eu só tenho oitenta anos pela frente
Por favor, me dê uma chance de viver

Se for preciso, eu giro a Terra inteira
Até que o tempo se esqueça
De ir pra frente e volte atrás milhões de anos
Quando todos continentes se encontravam
Pra que eu possa caminhar até você

Eu quero partilhar, eu quero partilhar
A vida boa com você
Eu quero partilhar, eu quero partilhar
A vida boa com você

O trecho é da música Partilhar, de Rubel Brisola. Mais conhecido pelo nome artístico Rubel, o carioca é cantor, compositor e roteirista. 

Partilhar, com toda a sua poesia, fala de um amor desesperado. Daquela entrega que não depende de hora nem lugar: o que importa é estar junto.

  • Com todas as maravilhas e surpresas que este mundo nos reserva, existe mesmo lugar para um amor que não seja desesperado?

Não estamos falando daquele aperto de tirar o sono, mas sim da vontade de compartilhar as belezas da vida com a pessoa amada — ou melhor, enxergar beleza na companhia.

Porém, na vida real, existe um personagem capaz de mudar até os planos de um amor desesperado: o tempo.

  • Com os dias que passam e os caminhos que mudam, os amores parecem que vão embora. Mas, na verdade, apenas trocam de gaveta.

Em vez de menosprezar um encontro momentâneo, agradeça por não perder tempo em um amor por obrigação. Afinal, a vida já é boa. Para ser partilhada, só vale a pena se for melhor.

Sentimento feliz

Ana e o Bruno se conheceram na Alemanha. Ele estava no país pelo Ciências sem Fronteiras, enquanto ela tinha ido cursar toda a faculdade em Portugal.

  • Era um janeiro qualquer, um pub escuro e lotado como todos os outros, porém, o encontro foi diferente.

A Ana estava de saída, mas o olhar do Bruno foi suficiente pra ela resolver ficar. O Bruno estava sem dinheiro, mas o sorriso da Ana bastou pra ele gastar seus últimos euros naquele bar.

Uma cerveja depois, já estavam se beijando. Dois beijos depois, já sabiam que naquele pub escuro o acaso havia cooperado com o destino: o milagre estava instalado.

Sabendo que só teriam alguns dias juntos, a Ana e o Bruno decidiram aproveitar cada segundo, mergulhando de cabeça naquele amor de inverno com cara de verão.

Passearam pela cidade, compartilharam chocolates quentes, muitas cervejas e algumas taças de vinho. Viveram o presente, mas deixaram o futuro pra lá. Afinal, aquilo não teria futuro.

  • Como dizem por aí, pra ser belo, o amor não precisa ser eterno. Precisa ser cuidado, ser recíproco, ser real.

Alguns dias depois, como prometido, a Ana foi embora. Sem levar o amor de inverno na mala, voltou pra sua faculdade em Portugal.

Pensou que a aventura tinha ficado pra trás, mas ela e o Bruno combinaram de se encontrar novamente. E de novo. E mais uma vez. E mais uma só pra ter certeza.

Cada vez que se reencontravam, aproveitavam como se fosse a última. Como nunca faziam planos para a próxima, de fato, não sabiam qual garrafa de vinho seria a da despedida.

  • Na falta de planos, eles conseguiram o que muitos passam a vida inteira tentando: aproveitar o agora.

Nenhum dos dois tinha certeza do amanhã, mas tinham plena convicção daquele momento juntos. A falta de compromisso trazia uma garantia: quando se encontravam, era porque queriam.

Nessas idas e vindas, percorreram 9 cidades. Dormiram em hostel, hotel, casa um do outro, casa de outros, hall de prédio e colchão no chão. Onde desse, onde fosse.

  • Em uma dessas, era Natal. O Bruno chegaria em Berlim à noite, a Ana já teria partido durante a manhã. 

Ele resolveu adiantar a passagem e os dois se encontraram no metrô. Ele do lado de fora, ela do lado de dentro. Alguns segundos de frenagem e os dois sorrindo pelo vidro, só esperando a porta abrir.

A cena de filme, dessa vez, foi realmente a última. Pouco tempo depois, o Bruno voltou pro Brasil e a Ana conseguiu um emprego na Alemanha. 

  • Ela logo entrou em um relacionamento, ele também. Escolheram países, pessoas e caminhos diferentes, mas o carinho ficou.

Alguns anos depois, se esbarraram em São Paulo. Só pela troca de olhares, já sabiam que dividiam o mesmo pensamento — como gostaram um do outro.

Talvez ele nunca saiba disso, mas tem dias que a Ana tem vontade de mandar uma mensagem, só pra agradecer por tudo que já viveram.

Segundo ela, o Bruno tem cara de quem lê o the news durante a semana, mas não tem cara de quem lê o the stories no domingo. De qualquer forma, ela pretende mostrar que histórias felizes têm sim finais felizes.

Pra quem está pensando nos finais felizes de comédia romântica, não é disso que estamos falando. A história da Ana teve um ponto final, sem continuação — mas deixou um sentimento feliz. 

Hoje, ela está em outra cidade, vivendo uma vida que nem imagina o Bruno fazendo parte. Outros amores vieram para os dois, mas eles se guardaram com carinho. E seguiram.

  • Talvez algum amigo do Bruno reconheça a história e mande pra ele. Ou talvez a própria Ana resolva encaminhar o e-mail. 

Ainda que ele nunca leia, ela espera que seu coração também esteja preenchido por este sentimento feliz. Mesmo mudando de rumo, a Ana agradece por ter caminhado ao lado do Bruno.

Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.

Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa foi um poeta, filósofo, dramaturgo, tradutor, crítico literário, publicitário, empresário, astrólogo e político português. Com uma vasta obra, é considerado o mais universal dos poetas.

  • Alguns de seus poemas eram assinados com seu próprio nome. Outros, pelos seus personagens — os famosos heterônimos

Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis são alguns dos exemplos que fizeram parte do seu repertório. Cada um tem uma identidade, uma personalidade e um estilo literário próprio.

Com essas criações, Pessoa acabou sendo vários em um só, conseguindo transmitir diferentes pontos de vista e emoções nas suas criações.

Em Mar Português, o autor assinou seu nome verdadeiro. Retratando as grandes navegações portuguesas dos séculos XV e XVI, o poeta destacou as dificuldades do percurso — indo muito além do mar.

  • Saindo do Oceano Atlântico e chegando em terra firme, será que alguma conquista vem sem sofrimento?

Nos bastidores daquele restaurante de sucesso, está um chefe de cozinha que escutou que seu sonho nunca se realizaria. Por trás daquele casamento perfeito, está um casal que já tinha desistido do amor.

Mas, sejamos realistas… Daqui alguns anos, o restaurante pode falir. Depois de alguns desentendimentos, quem garante que aquele casal não vai se divorciar?

A verdade é que enfrentar um desafio não é garantia de sucesso. Porém, não enfrentá-lo, certamente garante o fracasso.

Escolha bem suas batalhas, mas não deixe de colocar esforço naquilo que faz seu coração pulsar. Ainda que não existam garantias, tudo vale a pena: se não virar amor, vira poema.

contamos e escrevemos amor

histórias que emocionam. não tão longas quanto um romance, mas suficientes para te fazer sentir.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

STORIES

Amor despenhadeiro

Iniciando a nossa história com um clichê bem adolescente, Lisa e Matheus se conheceram na sala de espera do cursinho de inglês. Ela conta

STORIES

Dia dos Namorados

Chegou o dia mais romântico do ano. As vitrines estão repletas de corações, os restaurantes cheios de pétalas de rosas e

STORIES

O amor é simples

A Bruna e o Breno se conheceram no início do ano passado. Seguindo o padrão dos romances do século 21, em vez de chegar

STORIES

Serendipity

A Bruna e o Eduardo se conheceram na adolescência. Baladeiros, os dois viviam frequentando as mesmas festas e curtindo até o sol raiar, mas nunca

STORIES

Até segundo aviso

Amor líquido é um amor “até segundo aviso”, o amor a partir do padrão dos bens de consumo: mantenha-os enquanto

STORIES

O melhor presente

Em uma manhã fria de domingo, os pais da Bruna chegaram em casa com uma surpresa. Ela viu uma sacola cheia de brinquedos,

STORIES

A criança em ruínas

Na hora de pôr a mesa, éramos cinco: o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs e eu, depois, a minha

STORIES

Acredite no inesperado

A Ramsine programou toda a sua vida para casar-se aos 35 anos. Na cabeça dela, daria tempo de aproveitar as baladinhas, ser

MAIS POPULAR

CONHEÇA NOSSOS OUTROS CADERNOS

DICAS

ACESSE NOSSAS REDES

NÃO ENCONTROU O QUE BUSCAVA?

Do jeito que o povo gosta

A primeira perna de quase todos os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil aconteceram ontem e anteontem, com jogos bem interessantes. Se o mata-mata dos clássicos prometia muito, ele entregou o esperado.

Bem no nosso estilo, vamos te contar o básico sobre cada confronto, deixando os links para você se deliciar — ou ficar bem pistola — com os gols e jogadas dos confrontos.

Lembrete importante. O jogo entre Botafogo e América MG ficou para a semana que vem, no dia 30. Isso só foi possível porque os dois times não disputam competições continentais.

Como foram os jogos? ⚽️

Que passeio. Na sua primeira vitória de clássico no ano, o Timão tirou o atraso e fez logo 4×0 no Santos, com uma atuação de gala dos comandados de Vitor Pereira para colocar um pé e meio na vaga para as quartas.

Picafú, ok? Quem comandou o Clássico-Rei foi Yago Pikachu, do Fortaleza, que fez os dois gols da partida e ajudou seu time a construir uma excelente vantagem sobre o Vozão.

No Mineirão empapuçado, o Galo passou pelo Mengão por 2×1, com aula de futebol do senhor Givanildo Sousa, o Hulk. O confronto foi marcado pelo brilhantismo individual muita conversa fora de campo, prometendo um segundo jogo daqueles.

Ele fez o L. No Maraca cheio, o Flu venceu o Cruzeiro por 2×1, com gol do impiedoso Germán Cano. Apesar de toda intensidade tricolor, o time celeste demonstrou porque é o maior campeão do torneio e segurou um resultado que ainda te deixa vivo.

Sai zica. Tricolor paulista espantou o fantasma que o assombrou na última segunda e venceu o Palmeiras por 1×0. Em jogo bem semelhante ao último encontro dos times, a melhor sorte tricolor fez com que o Verdão terminasse sua série de 19 jogos invicto.

Na corda bamba

Não está nada fácil. A seleção brasileira de vôlei masculino está passando por uma fase de altos e baixos. Se a expectativa antes da Liga das Nações era de que o time de Renan Dal Zotto defenderia o seu título com tranquilidade, a coisa não está assim.

  • Antes do jogo de ontem, a seleção tinha perdido três jogos seguidos, causando uma queda no ranking da competição para fora da zona dos playoffs.

Contextualizando… As equipes fazem doze jogos, divididos em três rodadas, nos quais elas pontuam em um ranking geral. Ao final, os oito melhores se classificam ao mata-mata, que será disputado em Bologna, na Itália.

Mas o vento mudou. Ontem, o Brasil conseguiu demonstrar poder de reação ao vencer a Sérvia por 3 sets a 0, voltando ao top-8. Destaque absoluto do jogo para a volta de Lucarelli, ajudado por Alan e Leal.

A reação será colocada à prova no compromisso contra o Irã hoje, às 10:30, jogo que você acompanha pelo Sportv3.

A melhor etapa do ano

Após ficar de fora por dois anos do circuito mundial da WSL, o Brasil voltou a ser palco de uma etapa do calendário. O Rio Pro é a oitava edição do campeonato, com vários detalhes interessantes.

  • A etapa rola em Saquarema, na região dos Lagos do Rio, e é conhecida como o Maracanã do Surfe, por conta da altíssima qualidade das suas ondas.

Em termos de campeonato, essa é a antepenúltima etapa antes do WSL Finals, que reúne os TOP 5 surfistas do ano. Atualmente, Filipe Toledo e Ítalo Ferreira estão garantidos, enquanto Medina precisa quase de um milagre.

Em alta. Filipinho é o atual líder do ranking e tem excelentes lembranças de Saquarema. Nas últimas duas vezes que surfou lá, saiu com o troféu nas mãos. Ítalo está em quarto, não muito distante do sétimo colocado, Ethan Ewing.

Que perigo. Medina ficou fora das cinco primeiras etapas do campeonato para tratar de sua saúde mental e está em penúltimo lugar. Ele precisa de fazer uma campanha quase perfeita para poder chegar ao TOP 5 e ir às finais.

E a coisa já ficou de verdade… 🏄🏻‍♂️

O primeiro dia de competições teve a passagem de vários brasileiros para a próxima etapa, com Filipinho, Ítalo, Miguel Pupo e Tatiana Weston-Webb. O problema é que Medina e mais cinco perderam e ficaram para a repescagem.

E teve homenagem. Ítalo Ferreira caiu na água com uma malha de Mano Ziulpioneiro nas transmissões ao vivo do surfe no Brasil — que faleceu neste mês.

contamos e escrevemos amor

histórias que emocionam. não tão longas quanto um romance, mas suficientes para te fazer sentir.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

STORIES

Amar quem se quer

Matheus e Cristiano cresceram perto um do outro. Estudaram na mesma escola, frequentavam os mesmos lugares, tinham vários amigos em comum, mas nunca tinham

STORIES

A arte de escutar

O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar

STORIES

Sonhar não é bobagem

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia

STORIES

Serendipity

A Bruna e o Eduardo se conheceram na adolescência. Baladeiros, os dois viviam frequentando as mesmas festas e curtindo até o sol raiar, mas nunca

STORIES

Até segundo aviso

Amor líquido é um amor “até segundo aviso”, o amor a partir do padrão dos bens de consumo: mantenha-os enquanto eles te